ALEPE concede Medalha de Ouro Joaquim Nabuco à Paixão de Cristo de Nova Jerusalém

A Assembleia Legislativa de Pernambuco concedeu à Sociedade Teatral de Fazenda Nova, que comemora este ano 50 anos da Paixão de Cristo de Nova Jerusalém, a Medalha Joaquim Nabuco, Classe Ouro, que é a mais alta honraria do legislativo do Estado. O projeto de concessão da medalha foi do deputado Diogo Moraes. Além disso, atendendo proposta da deputada Laura Gomes, subscrita pelos deputados Diogo Moraes e Tony Gel, a Casa do Povo também homenageará os organizadores do espetáculo eminédita sessão solene que será realizada na cidade-teatro de Nova Jerusalém, em Brejo da Madre de Deus, no próximo dia seis de abril.

O texto da proposta aprovada por unanimidade ressalta a importância do espetáculo para a cultura e a economia da região, além da projeção artística do evento teatral que conta a história do personagem de maior destaque na história da humanidade e que é considerado atualmente uma das principais atrações turísticas do calendário cultural brasileiro. Realizado no maior teatro ao ar livre do mundo, a peça conta a história dos últimos dias de Jesus com a participação de 50 atores e 400 figurantes em nove palcos-plateia, que são réplicas de prédios e lugarejos da Jerusalém de 2 mil anos atrás.

A presença da Assembleia Legislativa em Nova Jerusalém, em rara sessão especial solene, celebra também o pioneirismo de Plínio Pacheco, idealizador e construtor da Nova Jerusalém. O empreendedorismo do patriarca da família Pacheco deu dimensão internacional a peça de teatro amador que era apresentada pelas ruas de Fazenda Nova por iniciativa do político e empresário Epaminondas Mendonça, que, em 1951, reuniu a família e amigos para realizar a encenação na vila como forma de movimentar o comércio e o turismo no local.

Em 1968, o espetáculo passou a ser encenado na cidade-teatro de Nove Jerusalém e hoje está profissionalizado, inclusive com a presença de nomes destacados da TV Globo ocupando os principais papéis e contando com forte divulgação em mídia nacional, além de um crescente investimento em tecnologia de ponta em equipamentos de som e iluminação, além da produção de ricas peças de figurino e efeitos especiais. A proposta da deputada estadual Laura Gomes também faz jus ao trabalho de Robinson Pacheco, filho de Plínio e atual presidente da Sociedade Teatral de Fazenda Nova, responsável pela continuação de uma obra artístico-cultural com meio século de presença exitosa no cenário artístico do Ocidente.