Curso de Pilotagem defensiva para mototaxistas e motoboys será realizado em Caruaru

A partir da próxima terça-feira (04) estarão abertas as inscrições para o curso de pilotagem defensiva, que será realizado no próximo dia 07, no pátio de eventos.  O projeto Moto Amiga, em convênio com o a Destra (Autarquia Municipal de Defesa Social, Trânsito e Transportes), estará disponibilizando para mototaxistas e motoboys o curso que é gratuito e será ministrado pela equipe de instrutores da Associação Brasileira de Distribuidores Honda (Assohonda), por meio do Núcleo Operacional Assohonda (NOA–II), sob a supervisão da Destra. Ao final do curso, além do sorteio de capacetes, os participantes receberão certificados disponibilizados pelo CETH (Centro Educacional de Transito Honda). Para as inscrições é necessário habilitação e no caso de mototaxista, tem que ser cadastrado e com a vistoria atualizada.

A carga horária do curso contará com quatro horas/aula, divididas em dois módulos: fundamentos teóricos e aplicação prática. Em Caruaru, as aulas (teórica e prática) acontecem Pátio de Eventos Luiz Gonzaga, localizado na R. Agnelo Dias Vidal, bairro Nossa Sra. das Dores, das 8h às 12h, e das 13h às 17h. Entre os temas, serão abordados: Definição e elementos da pilotagem defensiva; Condução em condições adversas; Condução em situações de risco; Ultrapassagens; Derrapagem; Ondulações e buracos; Cruzamentos e curvas; Técnicas de frenagem; uso de EPIs; e Manutenção correta das motocicletas.

O curso de Pilotagem Defensiva do Moto Amiga é destinado a motociclistas e busca aprimorar as competências quanto à condução segura de motocicletas. O objetivo é disseminar os conhecimentos sobre o manejo eficaz das motos, sempre buscando a condução correta e segura, minimizando as possibilidades de acidentes de trânsito, além de incrementar as habilidades de condução adequada, com técnicas de pilotagem responsável e segura. “Muitas vezes, os acidentes acontecem pela falta de conhecimento ou pela imprudência do condutor”, o presidente do NOA-II, Hipólito Gervásio. “Na aula prática, vamos demonstrar as técnicas corretas aos alunos e à importância de mudar e melhorar o comportamento e controle na motocicleta”, completa.

Para o diretor presidente da Destra, cel. Hermes Melo, os cursos e programas que trabalham na prevenção de acidentes são uma grande oportunidade para que os motociclistas reflitam sobre as adversidades do trânsito na Capital do Agreste. “Além da teoria, a experiência prática vai ajudar a evitar muitos acidentes. E também não esquecer em usar o capacete, que pode reduzir em 40% o risco de morte, e em 70% o risco de lesão corporal grave”, orienta.

Moto Amiga

Criada pela Honda há cinco anos, o projeto Moto Amiga trabalha para reduzir o alto índice de acidentes com motos no Brasil. “Os instrutores do CETH procuram fazer palestras educativas e mostrar que a grande parte dos acidentes se deve à falta de instrução sobre a pilotagem correta”, alerta o diretor do NOA-II, Marcelo Sadi.

Em 2016, mais de 1,5 mil motociclistas realizaram o curso de pilotagem Moto Amiga e outros cinco mil participaram de palestras educativas, promovidas pelas concessionárias Honda, através do projeto, em Pernambuco. No interior do Estado, foram mais de 600 novos ‘pilotos’ que já receberam treinamento.

Estatísticas de Pernambuco

De acordo com dados do Departamento Estadual de Trânsito de Pernambuco (Detran-PE), em 2014 foram 45.916 acidentes de trânsito, desses 75% foram ocorrências com motos, num total de 34.288. A falta de conhecimento, imperícia e a imprudência são a causa desses números.

A frota de motocicletas em Pernambuco triplicou nos últimos dez anos, registrando pouco mais de um milhão desses veículos. Atualmente, Caruaru contabiliza uma frota de aproximadamente de 53 mil motos e outras 12,6 mil motonetas.

O projeto Moto Amiga, em convênio com o a Destra (Autarquia Municipal de Defesa Social, Trânsito e Transportes), promove, neste dia 07 de abril, o Curso de Pilotagem Defensiva para motociclistas, em Caruaru. O curso é gratuito e será ministrado pela equipe de instrutores da Associação Brasileira de Distribuidores Honda (Assohonda), por meio do Núcleo Operacional Assohonda (NOA–II), sob a supervisão da Destra. Ao final do curso, além do sorteio de capacetes, os participantes receberão certificados disponibilizados pelo CETH (Centro Educacional de Transito Honda).

A carga horária do curso contará com quatro horas/aula, divididas em dois módulos: fundamentos teóricos e aplicação prática. Em Caruaru, as aulas (teórica e prática) acontecem Pátio de Eventos Luiz Gonzaga, localizado na R. Agnelo Dias Vidal, bairro Nossa Sra. das Dores, das 8h às 12h, e das 13h às 17h. Entre os temas, serão abordados: Definição e elementos da pilotagem defensiva; Condução em condições adversas; Condução em situações de risco; Ultrapassagens; Derrapagem; Ondulações e buracos; Cruzamentos e curvas; Técnicas de frenagem; uso de EPIs; e Manutenção correta das motocicletas.

O curso de Pilotagem Defensiva do Moto Amiga é destinado a motociclistas e busca aprimorar as competências quanto à condução segura de motocicletas. O objetivo é disseminar os conhecimentos sobre o manejo eficaz das motos, sempre buscando a condução correta e segura, minimizando as possibilidades de acidentes de trânsito, além de incrementar as habilidades de condução adequada, com técnicas de pilotagem responsável e segura. “Muitas vezes, os acidentes acontecem pela falta de conhecimento ou pela imprudência do condutor”, o presidente do NOA-II, Hipólito Gervásio. “Na aula prática, vamos demostrar as técnicas corretas aos alunos e à importância de mudar e melhorar o comportamento e controle na motocicleta”, completa.

Para o diretor presidente da Destra, cel. Hermes Melo, os cursos e programas que trabalham na prevenção de acidentes são uma grande oportunidade para que os motociclistas reflitam sobre as adversidades do trânsito na Capital do Agreste. “Além da teoria, a experiência prática vai ajudar a evitar muitos acidentes. E também não esquecer em usar o capacete, que pode reduzir em 40% o risco de morte, e em 70% o risco de lesão corporal grave”, orienta.